Páginas

domingo, 7 de maio de 2017

REUNIÃO FRATERNIDADE NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO - MChFM











RREUNIÃO DIA 05 DE MAIO
        RUMO AO BICENTENÁRIO.
Natal 05 de maio de 2017 – Primeira Sexta- feira do mês.
3ª semana da Páscoa.
Liturgia: At 9,1-20; Sl. 116 (117); Jo. 6,,52-59
Leitura do Calendário Religioso Marista 2017.

Santo: Hilário,......
Espiritualidade: É pela proteção de Deus, pela proteção de Maria, pela virtude que você terá êxito, que fara o bem e que você obterá sucesso, (Vie, p.292)
Aniversario: 1873 - Fundação da primeira Escola Marista, em Nova Caledônia, Oceania, onde os Irmãos já atuavam com os Padres Marista desde 1843.
Há 200 anos...: Nunca desespere de sua salvação, ela está em boas mãos; Maria! Não é Maria seu refúgio, sua Boa Mae?! Quanto maiores forem suas carências, mais interessada estará Ela em corre em seu auxilio, (Carta 249).
Lembrete: Primeira sexta-feira do mês.
Intenção: Coração de Jesus, inspirai-nos a mansidão e a humanidade de coação.
Obra Marista em Nova Caledônia.
COM O TEMA: Mês de Maria

Após este momento falei para todos os presentes agradecendo a nossa caminhada junto ao Colégio Marista e aos Irmão maristas.

Postado: Irineu Maciel de Medeiros.

      


















sábado, 6 de maio de 2017

REUNIÃO DA FRATERNIDADE NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO - VINDA DO COORDENADOR DO MChFM A NATAL.

TEMA O NOVO COMEÇO  DO MChFM.
Encontro do Coordenador do MChFM no dia 21 de abril com  Fraternidade Nossa Senhora da Apresentação.

1º Momento com um café como os membros, Ir. Getúlio e Coordenador MChFM Sr. Geraldo e Sua esposa Dona Ana Animadora da Fraternidade Nossa Senhora das Neves.
2º Momento Oração Ir. Getúlio.
Leitura do Calendário Marista 2017 - Irineu Maciel.
Logo em seguida tivemos abertura da reunião Sr. Irineu, Animador da Fraternidade. c
COM O TEMA:  O Novo Começo do MChFM.
Mas para que nos converter? Para realizarmos o grande projeto pessoal e comunitário de uma vida mais conforme aos planos de Deus, onde os pobres e os demais desprezados sejam mais considerados e passem a ser tratados como Irmãos.
Postado: Irineu Maciel de Medeiros.
Natal 21 de abril de 2017.















quinta-feira, 13 de abril de 2017

QUARTA-FEIRA SANTA A FRATERNIDADE NOSSA SENHORA DA APRESENTAÇÃO JUNTO ASSEMA CELEBRA A VIA-SACRA NA CAPELA DO COLÉGIO MARISTA. 14/04/2017

O exercício da via-sacra, como também é chamada, consiste em que os fiéis percorram, mentalmente, a caminhada de Jesus a carregar a Cruz desde o Pretório de Pilatos até o monte Calvário, meditando simultaneamente na Paixão de Cristo.
















Oração inicial

Senhor, concede-me a graça de compartilhar contigo o caminho da cruz, penetrar teus pensamentos e sentimentos: o que pensavas, o que sentias enquanto carregavas a cruz pela humanidade, por mim?  Ajuda-me a compreender um pouco mais do que esta via dolorosa significou para ti. Com a minha pequenez, eu me atrevo a caminhar contigo nestas estações, deixando-me impressionar pela contemplação do teu mistério, buscando teu olhar de dor, de agonia, de morte, de paz.

Jaculatória antes e depois de cada estação

Antes de cada estação: "Nós vos adoramos, Senhor Jesus Cristo, e vos bendizemos porque pela vossa santa cruz remistes o mundo".

Depois  cada estação: "Salvador do mundo, salvai-nos, vós que nos libertastes pela cruz e ressurreição".

1ª estação: Jesus é julgado, acusado falsamente, caluniado, abandonado pelos seus amigos e injustamente condenado à morte.

Oração: Guardaste silêncio. Ó Jesus silencioso, ensina-me a calar e a guardar silêncio, inclusive no sofrimento!

2ª estação: Jesus carrega a cruz. Com grande amor a abraça. Nela, expiará nossos pecados. Ele pensa em nós e caminha rumo ao calvário.

Oração: Jesus, ensina-me a compreender tuas palavras: "Se alguém quiser me seguir, tome sua cruz e siga-me".

3ª estação: Jesus não aguenta mais, suas forças diminuem e Ele cai pela primeira vez.

Oração: Jesus, dá-me forças para levantar-me das minhas quedas. Anima meus desânimos.

4ª estação: Jesus encontra sua Mãe. A dor de ver sua Mãe sofrendo lhe abre mais feridas no coração. No entanto, ao mesmo tempo, ver o olhar amoroso de Maria o consola.

Oração: Maria, que vencendo todo respeito humano foste capaz de consolar teu Filho no caminho do calvário, ajuda-me a experimentar teu olhar nas minhas dificuldades e aflições.

5ª estação: O cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz.

Oração: Jesus, assim como Simão te ajudou a carregar a cruz, ajuda-me nas minhas fraquezas e dificuldades.

6ª estação: O rosto desfigurado de Jesus comove o coração de uma mulher e, com um lenço, ela o enxuga cuidadosamente.

Oração: Jesus, grava tua imagem em meu coração, e que eu sempre me lembre dela.

7ª estação: Jesus, sob o peso da cruz, cai pela segunda vez.

Oração: Jesus, que não te cansem minhas constantes quedas!

8ª estação: O Senhor aceita a vã compaixão das filhas de Jerusalém.

Oração: Jesus, ajuda-me a aprender que carregar tua cruz é muito mais que todas as honras da terra.

9ª estação: Jesus cai pela terceira vez.

Oração: Jesus, que eu não perca a esperança quando experimentar a tua cruz na minha vida.

10ª estação: O Senhor é despojado das suas vestimentas.

Oração: Jesus, despojado de tudo, por amor a mim, ajuda-me a desprender-me, por amor a ti, de todas as criaturas, para que Tu sejas meu único tesouro.

11ª estação: Jesus é crucificado.

Oração: Jesus, que carregaste a cruz sem reclamar, concede-me jamais queixar-me por coisas inúteis, nem de ninguém, nem interiormente.

12ª estação: O Senhor morre na cruz.

Oração: Jesus, ajuda-me a aceitar de todo coração o tipo de morte que pensaste para mim, a aceitá-la com todas as suas angústias, penas e dores. Concede-me nesse momento unir-me à tua morte e oferecer a minha como consumação do meu caminho rumo a ti, aqui na terra.

13ª estação: O corpo de Jesus é tirado da cruz e recebido por Maria.

Oração: Jesus, que eu possa estar nos braços de Maria nos momentos mais difíceis da minha vida, e experimentar a proteção amorosa da tua santa Mãe.

14ª estação: Jesus é depositado no sepulcro.

Oração: Maria, minha Mãe, assim como João te fez companhia como um filho após a morte de Jesus, que eu possa sempre estar contigo, com os mesmos sentimentos do discípulo amado de Jesus.

Oração final

Senhor, que a meditação das tuas dores e sofrimentos destrua minha soberba, suavize meu coração e o prepare para receber teu inesgotável amor e perdão. Que, consciente das minhas quedas e defeitos, em meio às minhas penas e trabalhos, eu te busque sempre e que, contemplando teu coração aberto e ferido por amor a mim, eu possa mergulhar nele como uma gota de água, e me perca para sempre na imensidão da tua misericórdia. Amém.